O Benefício de Prestação Continuada (BPC) poderá ficar de fora do cálculo da renda per capita de famílias de pessoas com deficiência. Uma proposta da senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP) com esse objetivo (PL 3.260/2019) foi aprovada pela Comissão de Direitos Humanos do Senado (CDH). Ela viabiliza que mais uma pessoa da mesma família possa receber outros benefícios ou até mesmo outro BPC. O relator, senador Romário (Podemos-RJ), observou que o projeto iguala o tratamento de pessoas com deficiência ao já garantido aos idosos. A senadora Zenaide Maia (Pros-RN), que é médica e foi secretária de saúde de seu estado, narrou casos em que famílias pobres ficam impossibilitadas de receber até mesmo auxílios para a educação por conta da regra atual. A reportagem é de Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

Fonte: Agência Senado

Categorias: Notícias

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese