O deputado distrital Iolando (PSC), participou nesta terça-feira (24), da primeira Sessão Extraordinária Remota da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), que começou às 15h. Durante as votações nesta terça-feira, os vídeos dos deputados distritais conectados foram transmitidos nos telões do plenário e também por meio da TV CLDF, visando garantir a transparência a todo o processo.

A votação foi realizada de forma nominal. A sessão que ocorreu de forma inédita e teve o objetivo de evitar aglomerações de deputados, servidores, imprensa e outras pessoas no plenário de maneira a contribuir para a redução de transmissão do vírus Covid-19. O Distrito Federal já registra 161 casos do novo coronavírus.

Antes da sessão, no começo da tarde, dez deputados de diferentes blocos se reuniram na presidência da Casa para discutir o funcionamento do sistema de votações remotas no Legislativo local e convênios do GDF.
Durante as votações dessa tarde, o deputado Iolando colocou em discussão a mensagem 99, em que ele encaminhou requerimento ao Governo do Distrito Federal, pedindo resposta com justificativa do GDF sobre o Crédito Suplementar no valor de R$ 63.769.395,00.

O projeto tramita em regime de urgência e cancela recursos da reserva de contingencia em favor de gastos com publicidade e propaganda. O distrital solicitou então, a retirada de pauta até que se tenha uma resposta e mais informações sobre como será usado o recurso.

Por: Laezia Bezerra, com informações da CLDF