Aprovado na Câmara Legislativa na tarde desta terça-feira (16), em sessão extraordinária remota, o projeto de lei nº 1.168/2020, de autoria do deputado Delmasso (Republicanos), que “reconhece as atividades religiosas como serviços essenciais para a população do Distrito Federal em situações de calamidade pública, de emergência, de epidemia ou de pandemia”, contou com o apoio de 14 deputados que votaram favoráveis ao projeto de lei. Entre os distritais a favor do projeto, o deputado Iolando (PSC), que faz parte do segmento evangélico foi um dos que defendeu a iniciativa do colega Delmasso.

O deputado se posicionou favorável pela aprovação do projeto e ressaltou a sua importância em relação ao atendimento espiritual às famílias, especialmente em tempos de pandemia. Iolando lembrou que o PL já havia sido aprovado na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e que os parlamentares estavam sendo cobrados pelas lideranças religiosas, justamente pela necessidade da abertura dos templos religiosos. “Diante dessa crise que estamos vivendo e pessoas enfrentando tantos problemas, elas precisam de um refúgio e a igreja estando aberta é onde essas pessoas podem buscar e receber apoio, e acalento para sua alma e assim, se fortalecer juntamente com sua família”, disse o deputado Iolando.
O texto foi aprovado em segundo turno e agora segue para sanção do governador.

Foi aprovado nesta terça-feira (16), o PDL que concede o título de Cidadão Honorário de Brasília a Ruth Brunelli. O deputado Iolando concede o título de Cidadã Honorária à missionária Ruth Brunelli de Oliveira, como uma forma homenagem pelo relevante trabalho dela como missionária e também por ser a fundadora da Casa da Benção desde 1958. Durante muitos anos, a missionária vem realizando importantes trabalhos de evangelização no Distrito Federal e atuando na recuperação de pessoas viciadas, além disso, leva a evangelização ao mundo inteiro.